Nos dias 23 e 24 de outubro, os alunos do 4º ano/EFI do CMDP II sobre a supervisão da coordenadora pedagógica Márcia Alves e professoras regentes realizaram uma aula de campo pelos arredores do nosso colégio e finalizou numa visitação guiada ao Projeto Cão-Guia de cegos.  A experiência prática possibilitou um estudo de campo dinâmico e abrangente sobre os temas definidos por disciplina para as atividades avaliativas do bimestre em curso.  O trajeto percorrido foi saindo do colégio, contornando a grade no sentido da escola para o metrô, finalizando no Projeto Cão-guia de Cegos.

A aula de campo foi explicativa sobre a exploração do bioma cerrado, os alunos tiveram contato diretamente com o bioma estudado em sala de aula e presenciaram a oportunidade de tocar nas folhas, explorar as cascas e frutos das árvores obtendo a experiência intrigante de ter uma aula embaixo do pequizeiro.

Durante o bate papo em grupo os alunos observavam as paisagens e realizavam suas analises criticas sobre os impactos do homem na natureza, paisagem natural, modificada e conteúdos estuados em sala de aula em geral (plantas, animais, infraestruturas).

Na visitação guiada do Projeto Cão-Guia de cegos foi ministrada uma palestra sobre os cuidados e treinamento com o cão labrador para ser tornar um cão-guia de cegos. A visitação guiada foi conduzida pela coordenadora do Projeto, senhora Lúcia Campos e pelo 2º Sargento Passos e 3º Sargento Dias, militares do Corpo de bombeiros que treinam os cães-guias de cegos. Na oportunidade foi apresentado aos alunos a estrutura e a importância do espaço para o cuidadoso treinamento dos cães-guias com intuito de promover a inclusão social e melhor qualidade de vida ao cego. Os alunos visitaram as baias dos animais e presenciaram a realidade dos cães labradores que são dóceis e bastante inteligentes. As crianças puderam tocar e abraçar alguns cães, bem como pousar para fotos com eles. Foi realizada também uma atividade com vendas nos olhos os alunos na qual os alunos tiveram suas experiências ao realizar trajeto em grupo. Alguns alunos puderam também realizar um trajeto pequeno conduzidos por Chanel um cão-guia de cegos que já esta treinado e pronto para ser entregue ao um cego nos próximos meses. Os alunos relataram ao final da aula de campo que a experiência foi positiva e com grande aprendizado.

 

 RELATO DO ALUNO

Caio Vinicíus Amaral e Silva – 4ºD

Relata que viu como é ruim ser cego, mas que é uma experiência legal andar com os cachorros. Falou ainda que o momento das vendas foi guiado pela professora e não conseguiu ver nada e que era ruim a sensação de que iria cair na rua passando pela calçada. Disse ter observado vários animais: cigarra, gato no mato e cachorro do cão guia.

Segundo Caio viu casas de João de barro e um formigueiro enorme e que podia pegar folhas, flores, viu também tronco grosso na árvore meio queimada, porque acha que teve árvores queimadas e até um pé de jaca.

Percebeu que é importante respeitar as pessoas que possuem essa deficiência. Disse ainda que aprendeu sobre o bioma Cerrado cheio de árvores, animais, árvores com cascas grossas, quando uma árvore pega fogo ela não morre pois existe várias camadas.

Caio relata também que na aula de campo pode perceber que os humanos não respeitam a natureza, muito lixo, lata de coca cola largada na grama na árvore. Ele deixa um recado para sociedade: reciclar e reutilizar coisas que ao invés de jogar na grama podem ser separadas no lixo.

Veja mais fotos, em nosso Facebook.